TV Estadão | 15.08.2015
TV Estadão | 15.08.2015

Após protestos, sindicato quer escolta de atletas são-paulinos

Sindicato dos Atletas cobra mais segurança da diretoria tricolor

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

17 Agosto 2015 | 14h07

O Sindicato de Atletas Profissionais de São Paulo notificou o São Paulo na tarde desta segunda-feira pela tentativa de agressão de torcedores aos jogadores no sábado, após a derrota por 3 a 0 para o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro. Os torcedores xingaram os atletas e chutaram os carros dos jogadores, entre eles, Ganso e Michel Bastos, na saída do portão principal do Morumbi.

Como representante dos atletas, o Sindicato cobra o aumento do efetivo da segurança privada em todas as atividades em que os atletas estejam presentes, como treinos e jogos, além do traslado para hotéis e aeroportos, por exemplo. "Garantir a segurança do trabalho é obrigação do empregador", diz nota da entidade para justificar o envio do ofício. O Sindicato também solicita à Secretaria de Segurança Pública a permanência de policiais militares nas dependências do clube nos próximos dias 30 dias.

Durante a derrota do São Paulo, dentro do estádio, parte da torcida criticou a equipe que perdeu a invencibilidade no Morumbi depois de nove jogos. Os principais alvos foram Ganso e Rafael Toloi. Houve vaias e muita reclamação. O São Paulo pretende recuperar a confiança de seu torcedor nesta quinta, na partida contra o Ceará, pela Copa do Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.