Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Preparador de goleiros do Botafogo diz que torce por Gatito, mas prefere o Brasil

Arqueiro da equipe alvinegra é titular do Paraguai, que enfrenta a seleção brasileira nesta quinta-feira

Redação, Estadão Conteúdo

27 de junho de 2019 | 17h10

O preparador de goleiros do Botafogo, Flávio Tênius, em entrevista coletiva realizada na manhã desta quinta-feira, revelou que estará dividido no confronto entre Brasil e Paraguai, válido pelas quartas de final da Copa América. É que o goleiro Gatito Fernandez, que trabalha com ele no clube carioca, estará defendendo a seleção vizinha no duelo que começa às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

"É aquela coisa... Sou brasileiro, vou torcer para o Brasil, e é importante para a nossa seleção ganhar títulos e voltar a ser protagonista. Mas torço para que ele faça uma grande partida e que dê seu melhor", disse Tênius, lembrando que a relação muito próxima com os goleiros do clube carioca faz com que a relação se torne das mais estreitas: "Fico mais tempo com os goleiros do que com meus filhos".

O respeito se repete com Diego Cavalieri, cuja humildade chamou a atenção do preparador. "Ele não é muito de holofote. Foi passado para ele que viria para ser o segundo e na mesma hora veio, não se importou com isso e aproveitou a oportunidade que o Botafogo está dando a ele. É incrível como se mantém motivado e como quer trabalhar mais a cada dia", relatou.

Tênius fala do alto de uma experiência de quem chegou à 20ª edição de Campeonato Brasileiro na carreira. No clube carioca, está desde 2010, com uma breve intervalo em 2015, o suficiente para destacar a tradição de bons goleiros da equipe. Além de Gatito e Cavalieri, outro nome ressaltado pelo profissional na manhã desta quinta-feira foi o de Jefferson, que se aposentou no fim de 2018. "Conheci o Jefferson no Cruzeiro, onde teve a oportunidade de jogar pelo profissional com 17 anos. O reencontrei dez anos depois, (quando) teve a chance de ser convocado para a seleção brasileira e fez uma história linda pelo Botafogo", disse.

Em sétimo lugar, com 15 pontos ganhos após nove rodadas do Campeonato Brasileiro, o time de General Severiano volta a campo pela competição depois da pausa da Copa América no próximo dia 14, quando visita o Cruzeiro, no Mineirão. Visando esta partida, o time carioca treinou na manhã desta quinta-feira em novo trabalho da longa preparação que fará para o confronto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.