Franck Fife / AFP
Franck Fife / AFP

Preparador físico da seleção diz que Neymar atingirá ápice físico durante a Copa

"Temos que ir passo a passo. Não adianta pensar que o Neymar vai treinar hoje com o mesmo desempenho de outubro, novembro do ano passado"

Estadão Conteúdo

17 Maio 2018 | 16h42

O preparador físico da seleção brasileira, Fabio Mahseredjian, falou nesta quinta-feira sobre a recuperação de Neymar. De acordo com o especialista, o atacante vem evoluindo bem da lesão no pé direito e atingirá o auge da forma física durante a Copa do Mundo.

+ Confira o noticiário da Copa da Rússia

"Temos que ir passo a passo. Não adianta pensar que o Neymar vai treinar hoje com o mesmo desempenho de outubro, novembro do ano passado. Temos que entender que ele vai evoluir gradativamente para atingir o ápice da forma dentro da própria competição", afirmou em entrevista ao Sportv.

Fabio vem acompanhando o desgaste e a recuperação física de todos os jogadores convocados. Nos últimos meses, ele visitou os clubes de cada um dos atletas e tem mantido contato com os preparadores físicos de cada um desses times. Ainda sobre Neymar, ele evitou cravar uma data sobre quando o jogador voltará a campo. "Temos que esperar. Mas trabalhamos com a possibilidade de ele jogar o primeiro amistoso antes da Copa", disse.

Neymar se apresentará à seleção brasileira na segunda-feira, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). O primeiro amistoso da seleção brasileira antes da Copa será em 3 de junho, contra a Croácia, em Liverpool. No dia 10, em Viena, a equipe vai enfrentar a Áustria. A estreia no Mundial está marcada para 17 de junho, em Rostov, diante da Suíça.

"Tenho convicção que ele estará em condição (de jogar a Copa)", disse. "Ele é um rapaz que adora treinar, não tem problema de peso... Acredito que não haverá problema até pela dedicação dele", complementou.

Neymar participou nesta quinta-feira de treino com bola no Paris Saint-Germain. Na sequência, como não tem condições de entrar em campo no sábado, em duelo contra o Caen, pela última rodada do Campeonato Francês, ele foi liberado para retornar ao Brasil, onde dará sequência ao processo de reabilitação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.