Tony Albir/EFE
Tony Albir/EFE

Presença de Neymar no clássico com o Real Madrid é colocada em dúvida

Após ficar no banco contra Osasuna, imprensa espanhola questiona titularidade do atacante do Barcelona

O Estado de S. Paulo

17 de março de 2014 | 12h49

SÃO PAULO - De acordo com o jornal catalão Sport, Neymar deve mesmo permanecer no banco de suplentes no clássico com o Real Madrid no próximo fim de semana pelo Campeonato Espanhol. O jogo é sábado. O técnico argentino Tata Martino optou por sacar o brasileiro na goleada histórica de 7 a 0 contra o Osasuna no último sábado, jogo que marcou a quebra de recorde do argentino Lionel Messi, que chegou a 370 gols marcados em 453 partidas, tornando-se o maior artiliheiro da história do Barcelona.

Levando em conta a atuação apagada do brasileiro na vitória contra o Manchester City, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, a queda de rendimento por causa da lesão que sofreu em seu joelho direito, em janeiro, e dos problemas extracampo envolvendo sua transfêrencia para o clube catalão, Martino deve escalar Pedro ou Alexis Sánchez.

O periódico Marca, de Madri, reforçou a insatisfação de Neymar, que permaneceu no banco pelos 90 minutos com uma cara "muito séria, comendo as unhas" e enfatizando o seu descontentamento com a decisão de Martino. O Marca Deportiva, também da Catalunha, garante que o brasileiro sofre com a concorrência do atacante espanhol, que vive melhor momento com a camisa azul-grená e parece agradar mais ao técnico argentino.

Nesta edição do Campeonato Espanhol, Pedro marcou 14 gols e deu oito assistências de gols. O atacante da seleção chilena Alexis Sánchez soma 17 gols e sete assistências. Neymar corre por fora com sete gols e oito assistências. Se o treinador argentino se apegar aos números, Neymar está no fim da lista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.