Presidente aprova primeiro ano na direção do Santos

O presidente Luís Alvaro Oliveira Ribeiro aprovou o seu primeiro ano no comando do Santos. Eleito para suceder Marcelo Teixeira, ele conseguiu levar o clube aos títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil. Mais do que isso, porém, ele comemora o fato de ter repatriado o ídolo Robinho no primeiro semestre e ter conseguido manter Neymar, mesmo após o forte assédio do Chelsea.

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2010 | 14h08

"Fizemos contratações pontuais e ainda trouxemos o Robinho. Esta operação de engenharia financeira acabou sendo uma marca registrada do que seria nossa gestão. Não poderíamos aceitar a ideia que jogadores com níveis salariais internacionais não pudessem ser repatriados. Além disso, conseguimos viabilizar a permanência do Neymar, já que apresentamos um projeto de carreira infinitamente melhor do que o oferecido pelo clube que queria contratá-lo", afirmou.

O presidente santista garante também que as contas do clube estão sadias. "Quando assumi, tínhamos um déficit considerável no ano anterior e uma dívida de curto prazo muito desconfortável. Mas, hoje, o Santos é um clube totalmente equalizado no que diz respeito a receitas e despesas", disse.

Luís Alvaro Oliveira Ribeiro acredita ter ajudado o torcedor santista a reconquistar o orgulho em 2010. "Além dos números, me sinto honrado pelo que posso constatar quando ando pela cidade. Há uma recuperação do amor próprio dos torcedores santistas. O Santos deixou de ser um personagem secundário nos campeonatos para se tornar um protagonista. E assim será em 2011", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.