Presidente avisa que Mancini não sairá do Santos

Marcelo Teixeira diz que o treinador fica mesmo com derrota para o Palmeiras no clássico de domingo

Sanches Filho, Agencia Estado

26 de junho de 2009 | 19h46

Diante da confusão provocada por Fábio Costa e do boato de que o presidente Marcelo Teixeira teria almoçado com Muricy Ramalho, o dirigente do Santos avisou que o técnico Vágner Mancini não será demitido mesmo em caso de derrota para o Palmeiras, domingo, no Palestra Itália.

Veja também:

linkMancini mostra dúvida para escalar defesa santista

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela / tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O recado foi dado nesta sexta-feira pela assessoria de comunicação aos jornalistas que cobrem o clube. A intenção era evitar que Mancini fosse questionado sobre o risco que corre de perder o emprego se o time não começar a reagir já no clássico.

Apesar de boa parte da entrevista ter sido tomada pelo novo ato de indisciplina de Fábio Costa, o técnico não escapou da pergunta inevitável. "Não tenho muito a dizer sobre o risco de sair. Sempre soube que no futebol se vive de resultados. Se não gostasse de pressão, eu estaria em Ribeirão Preto como dono de uma padaria ou lavanderia", respondeu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.