Daniel Rodrigo/Reuters
Daniel Rodrigo/Reuters

Presidente da AFA confirma a permanência de Edgardo Bauza na seleção da Argentina

Equipe está na quinta colocação nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018

Estadão Conteudo

06 de abril de 2017 | 19h02

A Associação de Futebol Argentino (AFA) confirmou nesta quinta-feira a permanência do técnico Edgardo Bauza no comando da seleção nacional, atualmente na quinta posição nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Hoje, a Argentina precisaria disputar uma repescagem contra uma seleção da Oceania para chegar ao Mundial da Rússia.

"Quem disse que Bauza iria embora?", questionou o presidente da AFA, Claudio Tapia, diante de uma pergunta sobre a possível saída do treinador, como especulava parte da imprensa do país.

Claudio Tapia assumiu o comando do futebol argentino há uma semana, após intervenção da Fifa na entidade. Ele falou com os jornalistas nesta quinta-feira logo depois de se reunir com o próprio Edgardo Bauza e o gerente de seleções da entidade, Marcelo Tinelli, em Ezeiza, nos arredores de Buenos Aires.

"Estivemos falando dos compromissos da seleção argentina daqui por diante. Ficamos de nos reunir na semana que vem e vou com um boa impressão de Bauza porque não o conhecia", complementou Claudio Tapia, que garantiu o técnico no banco da Argentina no próximo compromisso pelo qualificatório sul-americano para a Copa da Rússia - contra o Uruguai, no dia 31 de agosto, válido pela 15.ª rodada da competição.

Edgardo Bauza esteve à frente do selecionado argentino em oito jogos. Até agora foram três vitórias, dois empates e três derrotas. Ele teve a demissão ventilada após a derrota por 2 a 0 para a Bolívia, em La Paz, no dia 28 do mês passado e, para o seu lugar, foi aventado - pela imprensa argentina - o nome de Jorge Sampaoli, que atualmente dirige o Sevilla.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.