Presidente da África do Sul irá à abertura de Copa Africana

Mesmo após ataque à seleção de Togo, Jacob Zuma planeja participar da cerimônia, em Angola

Phumza Macanda, Reuters

09 de janeiro de 2010 | 10h02

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, ainda planeja participar da cerimônia de abertura da Copa Africana de Nações, em Angola, apesar do ataque contra o veículo que levava a seleção de futebol do Togo, afirmou um porta-voz no sábado.

Veja também:

link Apesar de ataque, organizadores mantêm Copa Africana

link Fifa e Confederação Africana condenam ataque a ônibus

linkAtaque à seleção do Togo em Angola deixa 1 morto e 9 feridos

linkApós ataque, clubes cobram segurança na Copa Africana

linkJogadores propõem boicote à Copa Africana de Nações

"O presidente ainda pretende viajar para Angola (no domingo), não há mudança em sua programação", disse Vincent Magwenya.

Ele não fez comentários adicionais sobre o ataque de sexta-feira. Homens armados abriram fogo contra o veículo que levava a seleção de futebol do Togo para a Copa, matando o motorista e ferindo outras nove pessoas, incluindo dois jogadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.