Divulgação
Divulgação

Presidente da CBF comete gafe e mostra desconhecer novo presidente da Conmebol

O novo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Coronel Nunes, do Pará, aclamado em dezembro por seus pares, parece ainda não conhecer bem o futebol sul-americano. Nesta terça-feira, ele participou da Assembleia Extraordinária da Conmebol que apontou o paraguaio Alejandro Domínguez como novo mandatário do futebol sul-americano. Nunes, entretanto, deixou claro que desconhecia em quem a CBF votou.

Estadão Conteúdo

26 Janeiro 2016 | 14h28

"Olha, a informação que nós temos - é que a gente perguntou o pedigree, né? - é que ele tinha ligações com o Cerro Porteño, do Paraguai", disse Nunes ao SporTV. Domínguez, entretanto, foi dirigente do Olímpia, clube do qual seu pai foi presidente histórico.

A gafe não foi a única cometida por Nunes em uma declaração de menos de um minuto ao canal por assinatura. Ele também errou o nome do secretário-geral da Uefa e um dos favoritos a assumir a presidência da Fifa. "Durante o jantar fiquei ao seu lado (de Domínguez), trocamos algumas ideias. Do outro lado dele estava o príncipe (Ali bin Al-Hussein, da Jordânia) e à minha esquerda estava o Gianini", disse, querendo se referir ao suíço Gianni Infantino.

O dirigente brasileiro também demonstrou não conhecer muito bem Domínguez, eleito por aclamação, uma vez que não tinha opositores. "Ele participou de reuniões, não é possível que você não aprenda, vê como é. E notei ele bastante entusiasmado, bastante solícito, trocando ideias, conversando com todos nós."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.