Divulgação
Divulgação

Presidente da Ferj promete que vai ajudar Vasco em impasse com Dedé

Agora no Cruzeiro, zagueiro ainda não estreou por causa de dívida do time carioca

Agência Estado

25 de abril de 2013 | 18h38

RIO - O presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes, disse que atua ao lado do Vasco para tentar ajudar o clube a resolver o impasse que tem o zagueiro Dedé como pivô. Negociado ao Cruzeiro, o jogador não pôde ter seus direitos federativos transferidos formalmente por causa de uma dívida do clube, de R$ 50 milhões, com a Receita Federal.

Em entrevista nesta quinta-feira à rádio Brasil, Rubens Lopes disse que foi procurado por um empresário de Dedé a fim de tratar do assunto. O dirigente não prometeu empenhar dinheiro da entidade em busca de uma solução, mas pretende negociar com as partes envolvidas uma medida que não prejudique ninguém.

Rubens Lopes se mostrou mais preocupado com Dedé, que atuou como titular da seleção brasileira no amistoso da última quarta contra o Chile (2 a 2), em Belo Horizonte. "Dedé é do Vasco, há um impedimento judicial que o impede de ser transferido. Isso tem de ser resolvido logo, pois o atleta não pode ficar sem jogar, sem exercer sua atividade profissional", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolVascoDedéCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.