Presidente da Inter de Milão exige título do Mundial de Clubes

Massimo Moratti quer ser recompensado pela derrota do time para o Werder Bremen na Liga dos Campeões

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2010 | 10h00

O presidente da Internazionale de Milão, Massimo Moratti, se sentiu "traído" pelo desempenho da sua equipe na derrota por 3 a 0 para o Werder Bremen, na última terça-feira, pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Assim, deu um ultimato e exigiu a conquista do título do Mundial de Clubes. "Eu me sinto traído, como sempre, quando você perde. Mas não há desculpas agora. O Mundial de Clubes deve ser conquistado"

Sofrendo com várias lesões no elenco, a Inter de Milão tem feito uma temporada irregular, apesar de ter avançado na Liga dos Campeões, e vai ao Mundial, que está sendo realizado nos Emirados Árabes Unidos, com o técnico Rafa Benitez sob pressão, como admitiu Moratti. "Agora eu não quero criar problemas nem antes nem durante o Mundial de Clubes. Então vamos ver".

A expectativa na Inter de Milão é de que os defensores Maicon e Cristian Chivu, em fase final de recuperação de lesões, tenham condições de defender a Inter de Milão nas semifinais do Mundial de Clubes. Já o goleiro Julio Cesar e o atacante Diego Milito devem voltar apenas na decisão, caso o time italiano avance no torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.