Albert Gea/Reuters
Albert Gea/Reuters

Presidente da La Liga não se abala com a possível saída de Messi do Barcelona

'Vamos continuar a ter grandes jogadores e isso não me preocupa', declara Javier Tebas; contrato do argentino termina dia 30

Redação, Estadao Conteudo

23 de junho de 2021 | 18h32

O contrato de Lionel Messi com o Barcelona termina dia 30 e não existem sinais de que o craque argentino vá renovar por mais uma temporada com o time catalão. Sua saída pode ser anunciada a qualquer momento, mas a possibilidade de perder uma das maiores estrelas do futebol mundial não incomodam o presidente da Liga espanhola, Javier Tebas.

Para o dirigente, a La Liga não sairá prejudicada se Messi for embora da Espanha. "Gostaria que Messi ficasse, tal como também gostava que tivesse ficado o Sergio Ramos no Real Madrid ou o Cristiano Ronaldo, na altura em que saiu para a Juventus. Mas os clubes fazem com que liga espanhola seja a mais estável em termos financeiros a nível europeu. Vamos continuar a ter grandes jogadores e isso não me preocupa. Ronaldo foi para Itália e a liga espanhola continuou a ter maior notoriedade que a Serie A. Caso idêntico ao de Neymar, quando trocou o Barcelona pelo PSG", referiu Tebas, nesta quarta-feira, em entrevista coletiva.

Ainda assim, o presidente espera que Messi permaneça em Barcelona. "É impossível calcular o impacto que teria a saída de Messi. Queremos que continue vinculado ao Barcelona e que termine a carreira na liga espanhola. Mas o Barcelona sabe o que faz. Tem de haver um balanço a nível financeiro."

Javier Tebas aproveitou ainda para criticar Real Madrid, Atlético Madrid e Barcelona por terem avançado com o projeto da Superliga Europeia. "Criar uma nova competição não é a solução. A Superliga é uma ideia que está morta. Queremos que o futebol seja mais interessante, mas para isso temos de ajudar os clubes mais pequenos, não os grandes."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.