Presidente da Lusa diz que Leonardo está perto do Palmeiras

Segundo Manuel da Lupa, negócio depende apenas do acerto do pagamento da multa contratual à Lusa

22 de janeiro de 2008 | 13h13

O lateral-esquerdo Leonardo, da Portuguesa, depende apenas do acerto do pagamento da multa contratual para acertar sua transferência ao Palmeiras. A confirmação vem do presidente Manuel da Lupa, que evita divulgar o valor, mas cogita-se que com R$ 3 milhões livres para o clube o negócio será fechado. A distribuição do rateio será de 65% para a Lusa, o restante para o jogador e seu empresário, José Riva (35%).   Veja também:  Denilson volta ao Palmeiras para fazer tratamento físico  Portuguesa deve utilizar o Canindé contra o Bragantino "Falta apenas esse detalhe para acertamos. Não posso abrir mão de nada, senão vou dizer o quê ao conselho? Ele disse 'eu já dei a palavra, pode vir o Real Madrid que eu não desisto do Palmeiras' e vamos fazer a vontade do jogador. Eu acho que para resolver eles tem de abrir mão dos 35% e pagar o que a Portuguesa tem direito. Se eles pagarem, é o que eu receberia do CSKA, que estava tudo certo, mas eles desistiram", diz o dirigente, em entrevista à rádio Jovem Pan.Da Lupa conta ainda que teve propostas de outros times. Esteve, inclusive, perto de fechar com o Corinthians. "Daí o procurador disse que ele não jogava no Brasil e tive oferta boa do Corinthians, oferecia quatro jogadores... Ele é um bom menino, está com a gente há muito tempo e torço pelo sucesso dele".O negócio deve ser fechado até esta quarta-feira. Leonardo não está jogando, mas segue treinando na Portuguesa. A negociação com o Palmeiras acontece através da Traffic, via o fundo de investimentos criado pela empresa para o jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.