Presidente da polícia alemã faz balanço positivo da Copa

O presidente do Serviço Federal de Investigação Criminal (BKA, em alemão), Jörg Ziercke, fez um balanço positivo até agora da Copa do Mundo em seu setor. "Observa-se que as forças de segurança têm treinado tanto quanto a seleção alemã", disse Ziercke.O presidente da BKA se mostrou "firmemente convencido" de que o Mundial continuará pacífico. Os únicos grandes incidentes até o momento ocorreram durante o jogo entre Alemanha e Polônia, em Dortmund, no embate entre as duas torcidas foram detidos provisoriamente 429 pessoas.Segundo Ziercke, a população está "completamente" protegida dos hooligans e dos neonazistas. O presidente também julga que a chance de que aconteça algum ataque terrorista é mínima.O embaixador dos Estados Unidos na Alemanha, William R. Timken, afirmou que ficou satisfeito com as medidas de segurança adotadas durante o jogo da seleção norte-americana contra a Itália, em Kaiserslautern. A polícia da cidade, a menor das 12 que sediarão os jogos da Copa, reforçou muito sua segurança, pois os dois países participam da guerra no Iraque, o que os transforma em possíveis alvos de ataques.As únicas queixas internas manifestadas até agora vieram da Federação Alemã de Policiais, que disseram ao semanário Der Spiegel que o controle na entrada dos estádios não estava sendo feita com rigor. O previsto era de que todo torcedor deveriam mostrar uma identificação na entrada do jogo, mas as autoridades dos estádios têm utilizado poucas vezes esse procedimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.