Presidente da Ponte não comenta denúncia

O presidente da Ponte Preta, Sérgio Carnielli, seguindo orientação de seus advogados, não quis se pronunciar à respeito das denúncias divulgadas pela Revista Isto É na edição desta semana, que vai as bancas neste sábado. A denúncia é de que o empresário teria enviado para o exterior US$ 9,8 milhões utilizando o esquema do Banestado, Banco do Paraná, que está sendo investigado pela Polícia Federal e também através de uma CPI do Congresso Nacional. A remessa ilegal para o exterior pela manobra ilegal seria perto de astronômicos US$ 60 bilhões de dólares. A revista apresenta documentos que mostram o envio do dinheiro do dirigente para vários bancos americanos. Carnielli teria feito 18 repasses em seu nome, num total de US$ 7,034 milhões, além de mais US$ 2,680 em nome de sua empresa, da Tecnol Indústria de Óculos.

Agencia Estado,

04 de julho de 2003 | 21h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.