Presidente da Portuguesa interrompe treino e conversa com elenco por um hora

Clube está na zona de rebaixamento da Série A2 com dez pontos

O Estado de S.Paulo

14 de março de 2017 | 18h22

Com a derrota por 1 a 0 para o Bragantino, no último sábado, a Portuguesa entrou na zona de rebaixamento da Série A2 do Campeonato Paulista, na 15ª colocação, com dez pontos. Diante deste cenário, o presidente do clube, Alexandre Barros, sentiu a necessidade de inflamar os ânimos do elenco e, por isso, teve uma conversa com os atletas na manhã desta terça-feira.

O mandatário interrompeu o treinamento comandado por Estevam Soares e, ao lado do treinador, reuniu todos os jogadores no gramado do CT do Parque Ecológico. A conversa se estendeu bastante e durou pouco mais de uma hora, mas o conteúdo do bate-papo não foi revelado.

O certo é que a postura do time dentro de campo tem incomodado a torcida e até alguns jogadores. Na saída do gramado, após o revés para o Bragantino, o atacante Rico disse que a maior causa do mau momento do time não é a parte técnica e sim a "falta de vontade" demonstrada pelos atletas.

Rebaixada à Série D do Campeonato Brasileiro no ano passado, a Portuguesa vive o pior momento de sua história. E um rebaixamento à Série A3 seria outro fato inédito para o clube. Para iniciar uma reação, o time volta a campo às 20 horas de segunda-feira, quando enfrenta o Rio Claro, único invicto da Série A2, no Canindé, fechando a 11ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.