Stringer/Reuters - 4/12/2010
Stringer/Reuters - 4/12/2010

Presidente da Roma não liberará Adriano

'Adriano é jogador da Roma e será no futuro', garante a presidente Rosella Sensi

AE, Agência Estado

12 de dezembro de 2010 | 20h04

ROMA - O técnico Claudio Ranieri abriu as portas para a saída de Adriano da Roma. O Corinthians não vê a hora de o atacante chegar para jogar com Ronaldo. Mas neste domingo a presidente do clube italiano, Rosella Sensi, jogou um balde de água fria nas pretensões de todo mundo e avisou: o atacante não vai sair.

Veja também:

link Juan garante vitória da Roma

"Adriano é jogador da Roma e será no futuro. Ele espera jogar, mas não cobramos nada dele. É um grande campeão e terá a sua chance. Queríamos um grande jogador e agora que temos vamos reclamar?", afirmou logo após a vitória de seu time sobre o Bari por 1 a 0, jogo para o qual Adriano não foi relacionado. Oficialmente, ele ficou fora por estar gripado.

Ranieri já avisou que não quer trabalhar com jogador insatisfeito. Adriano, por intermédio de seu empresário, Gilmar Rinaldi, também já deixou claro que não está se sentindo bem no clube. Mas tudo isso é ignorado por Rosella. "Para um jogador ir embora, é preciso a assinatura dele e a da presidente do clube. E isso não vai acontecer, não vou assinar nada".

No Brasil, Gilmar Rinaldi deixa claro que muita água ainda vai passar por baixo da ponte. Em sua página pessoal no Twitter, o agente do jogador continua assegurando que Adriano ainda não definiu seu futuro e avisa que a novela ainda terá alguns capítulos. "Não aconteceu nada ainda. Repito, dia 18 o Adriano chega ao Brasil e dia 20 vou ao Rio encontrar com ele e a mãe e só depois disso é que alguma coisa pode acontecer".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.