Presidente da Uefa se diz 'perturbado' com explosões em ônibus do Borussia

Aleksander Ceferin lamenta incidente e agradece por cooperação de clubes e torcedores

Estadao Conteudo

11 de abril de 2017 | 21h02

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, se disse "perturbado" com as três explosões que atingiram o ônibus com a delegação do Borussia Dortmund, nesta terça-feira, horas antes do jogo contra o Monaco, pela ida das quartas de final da Liga dos Campeões. As explosões causaram somente um ferido, o zagueiro Marc Bartra, que já foi submetido a uma cirurgia no braço e não corre risco de morte.

"Fiquei profundamente perturbado com as explosões que aconteceram em Dortmund nesta noite", declarou o mandatário da Uefa, que participou da decisão de adiar a partida para esta quarta-feira. "A decisão de adiar a partida entre Borussia e Monaco foi correta porque temos que priorizar a segurança de todos os torcedores, jogadores e membros da comissões técnicas."

De acordo com Ceferin, o adiamento da partida foi decidido em reunião com dirigentes dos dois clubes e autoridades locais. "Gostaria de expressar minha sincera gratidão aos representantes de ambos os clubes, às autoridades locais e aos torcedores pela cooperação no estádio", declarou.

A torcida já enchia o estádio Signal Iduna Park quando surgiu a notícia das explosões no ônibus do Borussia, logo na saída do hotel, rumo ao local da partida. Torcedores dos dois times demonstraram compreensão diante do adiamento da partida e fãs do Monaco até gritaram o nome do Borussia nas arquibancadas, como apoio ao momento de perigo vivido pelo time. A saída do estádio foi tranquila e gradual logo após o anúncio do adiamento.

Pelas redes sociais, a direção do Borussia Dortmund iniciou campanha em apoio aos torcedores do Monaco, que vieram para o jogo desta terça e decidiram permanecer na cidade para assistir ao jogo adiado para esta quarta. O clube alemão pediu o apoio dos seus próprios fãs para hospedar torcedores do time rival, que foram pegos desprevenidos com a mudança na data da partida.

O clube de Dortmund criou a hashtag #bedforawayfans (uma cama para um torcedor visitante) para estimular o apoio aos fãs do Monaco. E, aparentemente, com fotos publicadas nas redes sociais, os torcedores do Borussia acataram a ideia, hospedando fãs do Monaco.

FIFA

A entidade máxima do futebol mundial lamentou o episódio de violência que assustou o Borussia Dortmund nesta terça. "Os pensamentos de todos nós da Fifa estão com as pessoas de Dortmund e com os fãs do Borussia", declarou, em nota, o presidente Gianni Infantino. "A Fifa condena o incidente em Dortmund. Estamos esperando por detalhes do incidente", afirmou. "Também estamos monitorando a situação de Marc Bartra. Desejamos a ele uma rápida recuperação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.