Reuters
Reuters

Presidente diz que Real já sonha com 11ª Liga dos Campeões

Após conquistar a esperada 'décima', Pérez espera o 11° troféu pelo qual o clube já está trabalhando, segundo revelações do dirigente

Estadão Conteúdo

23 de dezembro de 2014 | 17h41

Demorou 14 anos, mas o Real Madrid finalmente completou na temporada 2013/2014 dez títulos da Liga dos Campeões em sua história. A esperada "décima", como ficou conhecida a conquista, veio com a vitória por 4 a 1 sobre o rival Atlético de Madrid na decisão, na prorrogação, em maio, mas já ficou no passado. Agora, o presidente Florentino Pérez promete buscar o 11.º troféu com o mesmo ímpeto.

"Para os torcedores, a décima representou a satisfação de conseguir algo muito desejado durante tantos anos. Ao ver como foi celebrada em todo o mundo, podemos ter uma ideia do que significou. Mas no Real Madrid não há tempo para autocomplacência e todo mundo já fala na 11.ª, pela qual estamos trabalhando", declarou, em entrevista divulgada no site do clube nesta terça-feira.

Se de um lado 2014 marcou positivamente pela conquista histórica, também será lembrado pelos torcedores do Real por um momento triste. Em julho, o clube perdeu seu presidente de honra e um dos maiores ídolos de sua história, o ex-jogador Alfredo Di Stéfano. Por isso, ao fazer um balanço do ano, Florentino Pérez não poderia deixar de lembrar deste episódio.

"Houve o adeus ao nosso presidente de honra, Alfredo Di Stéfano. Foi uma perda de grande significado porque não estamos falando só do melhor jogador que este clube teve, mas também de quem mudou a história do Real Madrid e do futebol. Para os torcedores do Real, viverá eternamente na recordação, no que representou, porque marcou nosso caminho. E assim seguirá fazendo", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.