Reuters
Reuters

Presidente do Atlético de Madri cogita retorno de Fernando Torres

Cerezo revela que 'posições estão cobertas', mas não descarta trazer atacante espanhol até as últimas horas de 31 de janeiro

Iain Rogers, REUTERS

23 de dezembro de 2014 | 14h07

O presidente do Atlético de Madri, Enrique Cerezo, cogitou um possível acordo para levar o atacante espanhol Fernando Torres de volta ao clube que o revelou para o futebol.

Cerezo disse que o técnico Diego Simeone já tem o elenco que precisa para disputar o Campeonato Espanhol, a Liga dos Campeões e a Copa do Rei, mas não descartou a volta de Torres ao time atual campeão espanhol, de onde o jogador saiu em 2007 para defender o Liverpool.

Torres trocou o Chelsea pelo Milan em um empréstimo de dois anos em agosto, mas a transferência não ajudou o atacante de 30 anos a redescobrir sua antiga forma, com a qual se tornou um dos principais artilheiro do Campeonato Inglês em suas primeiras temporadas no Liverpool.

"Ele (Torres) não está aqui, mas isso não significa que ele não estará", disse Cerezo à mídia local nesta terça-feira."Neste momento nós temos um grande time e acreditamos que todas as posições estão bem cobertas, mas isso não significa que até as últimas horas de 31 de janeiro nós não iremos trazer alguém", acrescentou o dirigente."Nós temos um time fantástico que vai brigar por todos os três títulos".

Torres, campeão do mundo e bicampeão europeu com a seleção da Espanha, teve uma passagem apagada pelo Chelsea desde que foi comprado junto ao Liverpool por 50 milhões de libras (77,5 milhões de dólares) em 2011, mas ajudou os londrinos a conquistarem a Liga dos Campeões no ano seguinte.

No Milan, ele disputou 10 jogos no Campeonato Italiano, mas marcou apenas um gol, e tem sido ofuscado pelo atacante francês Jérémy Ménez.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolAtlético de Madrid

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.