Reuters
Reuters

Presidente do Barça renuncia para concorrer à reeleição

Josep Maria Bartolomeu acabou de ganhar a tríplice coroa

Estadão Conteúdo

09 de junho de 2015 | 18h37

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, oficializou, nesta terça-feira à noite, o seu pedido de renúncia do clube catalão, levando com ele quase toda a diretoria do clube campeão europeu no último sábado. O ato, entretanto, tem caráter burocrático. Pelo que rege o estatuto do Barça, ele precisava deixar a presidência para poder concorrer a reeleição.

Como já estava planejada a renúncia nesta terça-feira, perante à junta extraordinária, Bartomeu correu para antecipar algumas decisões importantes para o clube. Só nos últimos dois dias, acertou a renovação do lateral Daniel Alves e do técnico Luis Enrique, além da contratação do lateral-direito Aleix Vidal, que estava no Sevilla. Antes da decisão da Liga dos Campeões, também havia assinado novos contratos de Pedro e Jordi Alba.

De acordo com o jornal Marca, antes de renunciar ao cargo Bartolomeu encaminhou também a renovação de patrocínio master da Qatar Airways, que deverá pagar 50 milhões de euros anuais por quatro anos, estendendo um contrato que se encerra em meados do ano que vem.

Com a saída do presidente, o Barcelona agora será comandado por uma "junta gestora", que está encarregada de convocar novas eleições, provavelmente já nesta quarta-feira. Quem passa assinar pelo clube é Ramón Adell, então presidente da comissão econômica do clube.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.