Bernd Thissen / AP
Bernd Thissen / AP

Presidente do Barcelona se reúne com pai e empresário de Haaland

Jornal espanhol Sport foi quem fez o registro; reunião durou cerca de duas e horas e deu início às negociações entre clube e jogador

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2021 | 11h37

Alf-Inge, pai do atacante norueguês Erling Haaland, e Mino Raiola, empresário do jogador, se reuniram na Catalunha para uma reunião com o presidente do Barcelona, Joan Laporta. Isso segundo o jornal Sport, que flagrou o desembarque de ambos no aeroporto El Prat, na manhã desta quinta-feira. De acordo com o veículo espanhol, o encontro deveria ter ocorrido no sigilo em respeito ao Borussia Dortmund. 

O interesse do Barcelona em recrutar o atacante norueguês não é segredo. A movimentação acontece em decorrência de outros clubes interessados, como o Real Madrid. A equipe catalã quer tomar a dianteira das negociações e contratar Haaland já na próxima janela de transferências. Essa seria a motivação da reunião entre pai, empresário e presidente.

Segundo a publicação do Sport, o diretor de futebol do Barcelona, Mateu Alemany, também esteve presente no encontro, que estava marcado desde a posse de Laporta. A reunião durou cerca de duas horas. Os dirigentes catalães apresentaram a proposta do clube e os representantes de Haaland colocaram na mesa as condições de venda. O valor, como esperado, é alto. 

O Borussia quer 180 milhões de euros, sendo que o atacante já possui uma cláusula de saída, em 2022, de 75 milhões em seu contrato. Uma das condições para que Lionel Messi permaneça no Barcelona é justamente a aquisição de novas peças que fortaleçam a equipe. Haaland poderia muito bem ser uma delas. 

Enquanto o desfecho da negociação não acontece, o Barcelona tem pela frente a disputa do Campeonato Espanhol e o título da Copa do Rei, prevista para acontecer no dia 17 de abril, diante do Athletico Bilbao. No torneio nacional, o time catalão ocupa a segunda colocação, com 62 pontos, quatro a menos que o líder Atlético de Madrid e dois a mais que o Real, terceiro colocado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.