EFE
EFE

Presidente do Bayern diz que Guardiola vai buscar 'novos desafios'

Técnico espanhol deve trabalhar na Inglaterra, no City ou United

Estadão Conteúdo

21 de dezembro de 2015 | 11h08

Um dia após confirmar a futura saída de Josep Guardiola, o presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, afirmou nesta segunda-feira que o treinador "quase pediu desculpas" ao anunciar que não queria renovar seu contrato. "Ele está procurando por novos desafios e quase pediu desculpas por isso", disse o dirigente, em entrevista ao jornal alemão Bild.

No domingo, o clube alemão confirmou que não renovaria o contrato de Guardiola e já anunciou que Carlo Ancelotti será o substituto do espanhol na próxima temporada - ele seguirá comandando o time até maio de 2016.

Rummenigge disse ter uma aposta sobre qual será o destino de Guardiola, mas informou que Guardiola não definiu ainda seu futuro. "Eu acho que sei para onde ele vai. Mas gostaria de deixar o anúncio para ele mesmo ou para o próximo time que contar com ele", declarou o presidente do Bayern.

Guardiola vem sendo cotado para trabalhar no futebol inglês. Manchester United e Manchester City são os principais candidatos a receber o treinador na próxima temporada europeia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.