Presidente do Boca Juniors morre aos 55 anos

Pedro Pompilio, que tinha mandato até 2001, não resistiu após sofrer um ataque cardíaco

AE-AP, Agencia Estado

30 de outubro de 2008 | 13h04

O presidente do Boca Juniors, Pedro Pompilio, morreu nesta quinta-feira, aos 55 anos, após sofrer um ataque cardíaco. Dirigente do clube mais popular da Argentina, ele assumiu o cargo em dezembro do ano passado e seu mandato terminaria somente em 2011.De 1995 a 2007, durante a gestão de Mauricio Macri, o atual prefeito de Buenos Aires, Pompilio foi vice-presidente do Boca. Como presidente do clube, seu projeto mais ambicioso era ampliar o Estádio La Bombonera, com obras que começariam no mês que vem.Agora, o sucessor de Pompilio na presidência do Boca será Jorge Amor Ameal. Segundo nota oficial, o clube argentino suspendeu todas as suas atividades nesta quinta-feira, incluindo o treino da equipe de futebol profissional.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBoca JuniorsPedro Pompilio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.