Presidente do Botafogo revela desejo de renovar com Jefferson até 2017

Com contrato até o fim de 2015, goleiro negocia ampliação do vínculo por mais dois anos. Crise financeira é entrave para acordo

Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2014 | 16h09

A permanência do goleiro Jefferson no Botafogo é considerada um trunfo da nova diretoria alvinegra para reerguer o time. Com o objetivo de prolongar esse casamento, os dirigentes vão propor um adiantamento da renovação do contrato do jogador por mais dois anos. O vínculo atual é válido até o fim de 2015.

Contudo, a crise financeira que o clube enfrenta - responsável pelo bloqueio das contas - está travando a renovação. "Tenho certeza que o Jefferson vai permanecer no Botafogo.

Temos um planejamento completo para a permanência. Assim que os recursos do clube forem liberados, vamos sentar com ele para acertar as pendências. A intenção é renovar seu contrato por mais dois anos", informou o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, à Rádio Globo, neste domingo.

Na próxima semana, o alvinegro vai intensificar a busca para reforçar o elenco. A missão de encontrar jogadores que se encaixem à realidade botafoguense ficará com o novo gerente de futebol, Antônio Lopes. "Lopes nos ajudará na montagem do elenco para 2015. O próximo ano é muito importante para o Botafogo e não podemos cometer erros e nem fazer apostas muito arriscadas", concluiu Pereira.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBotafogoJefferson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.