Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Presidente do Corinthians deixa festa do Palmeiras após receber ameaça

Intimidado em discussão no banheiro, Andrés Sanchez sai mais cedo do aniversário de 104 anos do clube rival

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 Agosto 2018 | 01h28

Uma confusão no banheiro marcou a presença do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, na festa de aniversário de 104 anos do Palmeiras, na noite desta terça-feira, em São Paulo. Convidado do clube alviverde, o dirigente do time do Parque São Jorge foi intimidado por torcedores e deixou a festa mais cedo, ainda antes de terminar de ser servido o jantar.

Em um vídeo gravado e divulgado após o incidente, um palmeirense encontra Andrés no banheiro e inicia a gravação com a pergunta: "Aí, rapaziada. Manda um abraço aí, Andrés. Nosso maior freguês aqui, veio 'pagar um pau' aqui", diz. Incomodado, o presidente do Corinthians retruca, enquanto lavas as mãos na pia questionando: "Você é um babaca, né?".

Logo depois disso um outro palmeirense defende o colega: "Respeita o cara, seu trouxa. Vai xingar o cara, por quê?", diz. Ele e o presidente do Corinthians iniciam uma discussão, que é encerrada com palavrões e o pedido para que Andrés "baixasse a bola". Ao sair do banheiro, o dirigente alvinegro preferiu ir embora e deixou o local junto com o vice de futebol do clube, Duílio Andrade.

Os dois corintianos foram convidados pelo presidente do Palmeiras, Mauricio Galiotte, para prestigiar a festa do Palmeiras. Também estiveram presentes o presidente eleito da CBF, Rogério Caboclo, o governador de São Paulo, Márcio França, e o secretário geral da Casa Civil do governo de São Paulo, Aldo Rebelo.  

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.