Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Presidente corintiano desmente desmanche: 'Não vai sair ninguém'

Roberto de Andrade ressalta que diretoria está atrás de reforços

O Estado de S. Paulo

31 de maio de 2015 | 19h48

O mau momento técnico não é o único pesadelo do Corinthians. A saída de jogadores importantes como Paolo Guerrero e Emerson Sheik faz com que a torcida fique desconfiada com o desempenho do time para o restante do ano no Brasileirão e na Copa do Brasil. Depois da derrota por 2 a 0 contra o Palmeiras no Itaquerão, o presidente do clube, Roberto de Andrade, desmentiu que jogadores como Elias e Gil estejam saindo e afirmou que a diretoria está trabalhando para repor as peças perdidas.

"Teve muita noticia que se veiculou nessa semana e parece que o Corinthians vai acabar. Queria falar para a torcida que nao vai sair ninguém, não tem propostas, ao contrário, o Corinthians está negociando para contratar", disse o presidente. Sobre Elias, um dos especulados a sair, ter ficado no banco de reservas contra o Palmeiras, o mandatário desconversou, dizendo que era "opção do técnico".

Mesmo dizendo que não há propostas, Andrade falou a diretoria vai ouvir. "A gente analisa, se o jogador quiser sair ele sai, não há quem segure, mas se quiser ficar ele fica, como no caso do Jadson. A torcida que pode ficar tranquila que estamos trabalhando para contratar". 

O colombiano Téo Gutiérrez, do River Plate, é o nome mais comentado em especulações. No entanto o mandatário revelou ainda não há negociações. "A gente não conversou com ninguém do River, não sei qual é o preço, mas ele é um grande jogador e todo grande jogador interessa ao Corinthians".

GUERRERO

O triste fim para o Corinthians com a novela Guerrero também foi comentado pelo presidente. Mesmo reconhecendo a importância do peruano nos últimos anos para o clube, Roberto projeta o futuro. "O que o Guerrero pediu para o Corinthians não dava para fazer. Não vamos nos arrepender, até porque o Corinthians é maior que ele. Já tivemos uns 10 jogadores melhores que ele que saíram e isso nao impediu que o clube conquistasse títulos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.