Divulgação
Divulgação

Presidente do Corinthians lamenta falta de títulos

Mário Gobbi promete erguer troféus em 2015 e exalta Arena Corinthians como uma das maiores conquistas do clube em 2014

Estadão Conteúdo

24 de dezembro de 2014 | 11h05

Em clima de despedida, o presidente Mário Gobbi lamentou nesta quarta-feira a ausência de títulos no time principal do Corinthians, em mensagem de fim de ano para torcedores e funcionários do clube. Mas prometeu que o time "voltará a levantar troféus" em 2015, já sob o comando do seu futuro substituto, a ser definido nas eleições de fevereiro.

"Obviamente gostaríamos de ter conquistado títulos em 2014, como a grandeza do Corinthians exige, mas sabemos que o processo de renovação requer tempo para que as conquistas voltem a acontecer", escreveu o atual mandatário corintiano, referindo-se às mudanças pelas quais passou o clube neste ano.

O Corinthians começou a temporada com o retorno de Mano Menezes, que voltou ao clube em dezembro passado com a missão de renovar o elenco. Para tanto, dispensou figuras importantes na conquista da Copa Libertadores e do Mundial, como Emerson, e trouxe apostas como Angel Romero e Petros.

A renovação, contudo, não trouxe resultados imediatos. O clube não chegou a se aproximar dos troféus mais importantes do ano, como o da Copa do Brasil e do Brasileirão. Gobbi, no entanto, acredita que tenha preparado o terreno para conquistas no próximo ano. "A reta final desta temporada, entretanto, deu mostras de que o time está no caminho certo e, muito em breve, voltará a levantar troféus", destacou.

Sem títulos no time principal, o Corinthians brilho na base. "Os ''filhos do Terrão'' tiveram um desempenho fenomenal nas competições disputadas em 2014. O Corinthians chegou à decisão da Copa São Paulo e o mesmo Sub-20 conquistou os campeonatos Brasileiro e Paulista. As outras categorias brilharam igualmente com os títulos: Estadual, do Sub-11; Copa Bandeirante, do Sub-13, Milk Cup e BH Cup, do Sub-15; Copa Bandeirante, do Sub-16; e a Copa Altura de La Paz, do Sub-17", enumerou o presidente.

Mas a grande conquista do Corinthians no ano, na avaliação de Gobbi, foi a inauguração do Itaquerão. "O primeiro semestre foi histórico para o Corinthians. Em abril, a Arena Corinthians foi inaugurada. Menos de dois meses depois, o novo estádio corintiano foi o palco do estado de São Paulo na Copa do Mundo. Com sucesso, a casa alvinegra recebeu gente de todo o mundo em seis partidas - incluindo a abertura e uma das semifinais - do torneio", exaltou.

Com o fim da temporada, Gobbi agora vai trabalhar mais intensamente para eleger seu candidato nas eleições do dia 7 de fevereiro. Roberto de Andrade, ex-diretor de futebol e escolhido da situação. Roberto de Andrade foi o escolhido para representar a situação. Paulo Garcia já oficializou a candidatura de oposição, que poderá ter ainda outro representante, Antonio Roque Citadini, ainda não confirmado na disputa.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansMário Gobbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.