Presidente do Corinthians nega crise após derrota

A derrota para o Grêmio Prudente no domingo não abalou o ambiente do Corinthians. Quem garante, ao menos, é Andrés Sanchez. O presidente do clube se apressou em dizer nesta segunda-feira que Mano Menezes e Ronaldo convivem em harmonia. O atacante teria reclamado da substituição no meio da semana, em partida válida pela Copa Libertadores.

AE, Agencia Estado

22 de março de 2010 | 19h39

"Não há crise, isso é mentira. Não vou ser hipócrita de falar que um ou outro jogador não gosta de ficar no banco, mas não há problema entre Mano e o Ronaldo ou com qualquer outro jogador", disse o dirigente.

Amigo pessoal do atacante, Roberto Carlos saiu em defesa de Ronaldo. O lateral reforçou a união do elenco nos vestiários. "O ambiente é bom. Não tenho que vir a público desmentir algo que não é verdadeiro", afirmou.

Além de Ronaldo, Iarley também estaria insatisfeito com a reserva. Contratado como uma das estrelas para o ano do centenário, o atacante ainda não conseguiu se firmar entre os 11 titulares. "Eu sempre converso com o Iarley. Ele está tranquilo e entende que a oportunidade dele vai chegar", revelou Roberto Carlos.

Apesar do revés em Prudente, o Corinthians permanece nos grupo dos quatro melhores do Campeonato Paulista, com 26 pontos. Nesta quarta-feira, o time encara o Paulista, na Arena Barueri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.