Presidente do Corinthians se revolta com árbitro 'pavão': 'Está mexendo com o time errado'

Roberto de Andrade fez duras críticas a Thiago Duarte Peixoto, que expulsou Gabriel de forma equivocada

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

23 Fevereiro 2017 | 07h45

A vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Palmeiras, quarta-feira, na Arena Corinthians, não foi suficiente para o presidente do clube, Roberto de Andrade, se acalmar no final da partida. O dirigente estava muito nervoso ao final do jogo e fez duras críticas contra o árbitro Thiago Duarte Peixoto, que expulsou erroneamente o volante Gabriel.

"O que ele fez foi um absurdo. Ele está de brincadeira. O quarto árbitro e o bandeira avisaram que foi o camisa 30 (Maycon) e não o 5 (Gabriel). Ele bateu no peito e falou: 'Deixa comigo'. Ele é um pavão, que gosta de aparecer. Esse cara está brincando com o Corinthians. Ele acha que o Corinthians é o que? Vou pedir para que ele não apite mais jogos de ninguém", avisou o dirigente, que promete ir logo pela manhã na sede da Federação Paulista pedir o afastamento do árbitro. 

O desabafo de Roberto de Andrade continuou. "Não adianta criticar a Federação. Ela não tem culpa, o quatro árbitro e o bandeira também não. O problema foi o árbitro. Ele está mexendo com o time errado e o correto seria que ele nem assistisse mais jogos. Ele tem que passar quilômetros de distância de um estádio de futebol para não atrapalhar", completou. 

O dirigente vai conversar com os advogados do clube para saber a possibilidade de anular o cartão vermelho recebido por Gabriel. "Não sei se dá para anular, mas para falar a verdade, nem estou preocupado com a suspensão do Gabriel. Estou preocupado com ele (o árbitro). Amanhã, ele pode prejudicar alguém. Ele deixou o moleque chorando. Está de brincadeira", revoltou-se.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.