Presidente do Fla explica cortes

O presidente do Flamengo, Hélio Ferraz, esclareceu nesta sexta-feira porque foram realizadas diversas demissões de ex-jogadores que trabalhavam nas categorias de base do clube. De acordo com o dirigente, era preciso um corte nos gastos para o próximo ano. "Precisamos tomar essa atitude para reduzir a folha salarial. Assumo toda a responsabilidade pelo que foi feito", afirmou.O presidente também frisou que os funcionários do clube não precisam entrar em pânico por causa dos salários atrasados. "Iniciamos o pagamento de novembro para quem recebe até R$ 1 mil. Vamos pagar os outros funcionários assim que recebermos o pagamento do patrocinador", explicou Hélio Ferraz. Ele aproveitou para negar que o contrato com a Nike tenha sido cancelado. O dirigente também não conseguiu o empréstimo de R$ 2 milhões que pediu à empresa de material esportivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.