Lucas Merçon/FFC
Lucas Merçon/FFC

Presidente do Flu admite erro e pede desculpas a Cavalieri e outros dispensados

Além do goleiro, clube liberou Henrique, Wellington Silva, Marquinho, Artur, Robert, Higor Leite e Maranhão

Estadão Conteúdo

19 Janeiro 2018 | 20h14

Na entrevista coletiva que concedeu nesta sexta-feira para falar do acerto de um patrocínio master para o clube, o presidente do Fluminense, Pedro Abad, teve de falar de um assunto bem espinhoso: a dispensa de jogadores no final do ano passado. No dia anterior, o goleiro Diego Cavalieri deu fortes declarações com críticas à forma como deixou o time tricolor. O dirigente reconheceu o erro e aproveitou para pedir desculpas a todos.

+Após 2 anos sem patrocínio master, Fluminense fecha acordo com empresa de cartões

+Cavalieri exibe mágoa com dirigentes do Fluminense por dispensa

"Estou aqui para fazer um pedido de desculpas não só ao Diego (Cavalieri), mas aos demais atletas que foram envolvidos nesse processo. O Fluminense é um clube que tem questão de honra e integridade e, quando a gente erra, a gente assume, admite o erro e tenta melhorar. A insatisfação dele com certeza representa os demais atletas e famílias dos atletas. Deixo aqui o pedido de desculpas do Fluminense e o meu em particular", disse Pedro Abad. Os outros dispensados foram Henrique, Wellington Silva (lateral), Marquinho, Artur, Robert, Higor Leite e Maranhão.

Nesta sexta-feira, o Fluminense anunciou a numeração dos jogadores para a temporada de 2018. Nela, o número 12, usado por Diego Cavalieri, não será mais utilizado por um goleiro. Agora o lateral-esquerdo Marlon ficará com a camisa 12.

"Gostaria de informar também uma homenagem que faríamos ao Diego esse ano. Os goleiros não vão usar a camisa 12, era uma coisa que já estava estabelecida. A maneira como estamos divulgando isso, posteriori à fala dele, pode parecer casuísmo, mas isso já estava estabelecido", revelou Pedro Abad.

Para o clássico contra o Botafogo neste sábado, no estádio do Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, os jogadores do Fluminense realizaram o último treino nesta sexta-feira e o técnico Abel Braga comandou uma longa atividade tática e em diversos momentos parou para orientar as jogadas e explicar aos atletas a movimentação desejada. Apesar do forte calor, os jogadores trabalharam com bastante movimentação e intensidade.

O treinador utilizará pela primeira vez a equipe principal em um jogo oficial na temporada. O único desfalque em relação aos últimos jogos é o volante Caio, que agradou na partida contra o Boavista, mas acabou recebendo o cartão vermelho.

O time que deverá começar o clássico é: Julio Cesar; Gum, Renato Chaves e Reginaldo; Gilberto, Richard, Douglas, Sornoza e Marlon; Marcos Junior e Henrique Dourado.

Mais conteúdo sobre:
Fluminense Pedro Abad Diego Cavalieri

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.