Presidente do Flu reclama de arbitragem no clássico

O Fluminense por pouco não saiu de campo com mais uma derrota no Brasileirão, neste domingo, no clássico contra o Botafogo. Mas nem o gol de empate aos 46 minutos do segundo tempo foi suficiente para acalmar o presidente do clube, Roberto Horcades. O dirigente da equipe carioca reclamou muito do árbitro Péricles Cortez após a partida."O Botafogo não tem nada a ver com isso, mas novamente fomos prejudicados. Houve um pênalti claro e o árbitro não marcou", disse Horcades, se referindo ao empurrão que o zagueiro botafoguense André Luís deu em Maicon, dentro da área, aos 24 do etapa final. "São vários erros contra o Fluminense. Houve erro nas partidas contra o Flamengo, Coritiba lá e aqui, Portuguesa, Atlético-MG e aqui no Engenhão. Quero saber quem vai pagar essa conta? Quem?". O empate por 1 a 1 no Engenhão levou o time carioca à lanterna do Brasileirão, com 26 pontos, aumentando o risco de rebaixamento à Série B. O presidente do clube se mostrou indignado com a situação, e insinuou que os erros de arbitragem possam ter um propósito. "Parem de prejudicar o Fluminense. Se acham que vão nos tirar da primeira divisão fazendo isso, saibam que não vão conseguir. O Fluminense exige respeito", afirmou Horcades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.