Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Presidente do Fluminense compara Ferj a empresas que furtam sinais de TV: 'GATOFERJ'

Mário Bittencourt critica polêmica sobre direitos de transmissão da final da Taça Rio, diante do Flamengo

Redação, Estadão Conteúdo

08 de julho de 2020 | 14h34

"Conluio descarado" e "vergonha". Foi com estes adjetivos que Mário Bittencourt, presidente do Fluminense, criticou a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) nesta quarta-feira, horas antes da final da Taça Rio, o segundo turno do Estadual, contra o Flamengo. Ele atacou a postura da entidade quanto à transmissão da partida decisiva.

Pelo sorteio do mando de campo, o Fluminense obteve o direito de fazer a transmissão da partida. O clube havia anunciado que pretende fazer a exibição através do seu canal no YouTube, de forma gratuita, seguindo a orientação da Medida Provisória 984, publicada pelo governo federal no mês passado. O Flamengo acatou a decisão.

No entanto, a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), ligada à Ferj, acionou o Flamengo para que o rubro-negro também tivesse direito de transmitir a final, em seu canal, na mesma plataforma. Nesta quarta, o presidente do tribunal, Marcelo Jucá, negou o pedido da Procuradoria, mas solicitou que Fla, Flu e Ferj cheguem a um acordo sobre a transmissão.

Irritado com a situação, Bittencourt comparou à Ferj a empresas que desviam, de forma ilegal, sinais de TV. "A FERJ criou, neste episódio, a 'GATOFERJ', tentando furtar a transmissão do Fluminense", disse o presidente do Flu, em suas redes sociais. "Em síntese, mais uma vergonha perpetrada pelo grupo que destrói o futebol do Rio de Janeiro há décadas."

De acordo com o presidente, o Fluminense entrará na Justiça caso a liminar seja concedida ao Flamengo. De acordo com Bittencourt, a equipe tricolor será financeiramente prejudicada em decorrência do que qualificou como "furto do seu direito de transmitir a partida".

E garantiu que a transmissão será realizada pela FluTV, a partir das 21h30 desta quarta-feira. "Informamos aos nossos torcedores que transmitiremos o jogo na nossa FLU TV de forma gratuita como já informado antes. Lutaremos até o fim pela nossa honra, pela nossa dignidade e pelos nossos direitos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.