Presidente do Fluminense deverá se explicar ao STJD

Depois de fazer declarações polêmicas ao fim do confronto do Fluminense com o Vitória, no domingo passado, o presidente do clube carioca, Roberto Horcades, terá que prestar esclarecimentos ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A solicitação foi feira pela Procuradoria da entidade na sexta-feira. Em entrevista a um canal de televisão após a partida, Horcades afirmou que o árbitro do jogo, o gaúcho Leandro Pedro Vuaden, teria praticado um "assalto a mão armada" contra o Fluminense. O dirigente se referia a dois supostos pênaltis, não marcados por Vuaden.No dia seguinte ao jogo, que acabou empatado em 2 a 2, o árbitro foi suspenso por tempo indeterminado pela Comissão Nacional de Arbitragem. A Procuradoria do STJD vai analisar a possibilidade de denunciar o presidente do Fluminense após receber os esclarecimentos solicitados à Horcades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.