Ricardo Duarte/SC Internacional
Ricardo Duarte/SC Internacional

Presidente do Grêmio detona D'Alessandro após confusão no clássico: 'Arruaceiro'

Romildo Bolzan reclama de agressão do meia argentino sobre Luan; dirigente do Inter responde

Estadão Conteúdo

13 Maio 2018 | 11h54

O empate sem gols entre Grêmio e Internacional, sábado, pelo Campeonato Brasileiro, teve uma série de tumultos após o apito final. Desfalque por conta de uma contusão, o meia argentino D’Alessandro entrou no gramado e acertou um soco no atacante Luan. A confusão, então, se seguiu nos vestiários e nas entrevistas coletivas.

+ Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

Renato enaltece Grêmio e ironiza atuação do Internacional: 'Time de 2ª divisão'

+ Mais notícias do Campeonato Brasileiro

Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan foi duro ao falar sobre D'Alessandro. Para ele, trata-se de um arruaceiro. "Acabamos de ver o vídeo. O D'Alessandro, mesmo na reserva, foi dentro do campo e deu um soco no Luan. Pegou no pescoço", contou, antes de acrescentar.

"Um jogador que recorrentemente faz isso, que recorrentemente é um sujeito arruaceiro e que recorrentemente cria problemas, que vai em campo depois do jogo e agride um colega de trabalho. Vai dizer o quê?", criticou.

Já Roberto Melo, vice de futebol do Internacional, se irritou após escutar as declarações de Bolzan e relembrou clássicos anteriores, quando as agressões partiram de jogadores do Grêmio.

"O D’Alessandro é um dos maiores líderes e um dos maiores jogadores da história do futebol gaúcho. Chamá-lo de arruaceiro é exagero. Acho que o Romildo era o presidente do Grêmio quando o Edilson deu três socos no Rodrigo Dourado (em 2016). Não me lembro de ele ter chamado o Edilson de arruaceiro", defendeu Melo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.