Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Presidente do Grêmio promete reposições no elenco e conquistas em 2019

Romildo Bolzan usou as redes sociais para mandar um aviso para os torcedores do clube no primeiro dia do ano

Redação, Estadao Conteudo

01 de janeiro de 2019 | 18h12

Romildo Bolzan, presidente do Grêmio, usou as redes sociais para mandar um aviso para os torcedores do clube no primeiro dia do ano. O dirigente procurou tranquilizar a torcida pela saída de alguns jogadores e demonstrou otimismo para o futuro do clube.

"2019 será um ano de novas conquistas. O Grêmio é um time estruturado financeiramente e vai fazer frente aos clubes mais ricos do país e sul-americanos. Vamos disputar todos os campeonatos", disse Bolzan.

O presidente fez questão de enumerar os títulos conquistados pelo time gaúcho nos últimos anos para defender o trabalho que está desenvolvendo. "Em 2015, éramos um clube desacreditado, com enormes dificuldades. Tomamos atitudes e chegamos ao terceiro lugar no Brasileiro. Fomos campeões da Copa do Brasil em 2016, da Libertadores em 2017 e em 2018 voltamos a retomar a hegemonia do Campeonato Gaúcho."

O dirigente disse que as perdas do goleiro Marcelo Grohe para o futebol árabe, de Ramiro para o Corinthians, além das saídas de Cícero, Douglas e Bressan serão repostas. "Sabíamos que, com o tempo, haveria uma transição. É impossível manter um elenco em alto nível o tempo inteiro. A transição poderia ser, e anunciamos isso quando acabamos o Brasileiro, de uma maneira mais dura, poderia ser de maneira mais tranquila e poderia ser mais moderada. Até o presente momento, o Grêmio está mantendo praticamente seu elenco."

O volante Romulo, o lateral-esquerdo Emmanuel Mas (Boca Juniors), o centroavante Felipe Vizeu (Udinese), o meia Thiago Neves (Cruzeiro) e o goleiro Everson (Ceará) são alguns dos jogadores pretendidos para a nova temporada.

O elenco do Grêmio retorna das férias na quinta-feira. O primeiro jogo oficial do ano será contra o Novo Hamburgo, dia 20, pelo Campeonato Gaúcho.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Romildo BolzanGrêmio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.