Presidente do Guarani já dá rebaixamento como certo

A situação do Guarani está complicada no Brasileirão. Faltando apenas duas rodadas, ocupa a 18ª colocação, com 37 pontos, e tem poucas chances de escapar do rebaixamento. Por isso mesmo, o presidente do clube de Campinas, Leonel Martins de Oliveira, já começa a pensar na disputa da Série B em 2011.

AE, Agência Estado

25 de novembro de 2010 | 19h54

"A equipe iniciou bem a competição, mas depois caiu muito de produção. Esperávamos algumas boas partidas para conseguir escapar, mas infelizmente o rendimento caiu e não conseguimos reagir a tempo de escapar", afirmou o presidente do Guarani, já dando o rebaixamento como certo.

No planejamento para o ano que vem, caso o rebaixamento seja mesmo confirmado, o Guarani deve ter grande prejuízo financeiro. Para disputar o Brasileirão, o clube recebeu R$ 17 milhões das cotas de TV, valor que deve cair para R$ 11 milhões com a participação na Série B.

Em relação ao time que entra em campo no domingo para enfrentar o Grêmio, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, o treinador Vágner Mancini praticamente definiu a escalação nesta quinta-feira. No meio-de-campo, Paulinho treinou no lugar de Preto, que foi barrado. E no ataque, Reinaldo venceu a briga com Rômulo para ocupar a vaga de Geovane, que está suspenso.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuarani

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.