Presidente do Guarani quer 'bom árbitro' e segurança para jogo em Batatais

Horley Senna afirma que time de Campinas foi prejudicado em 'pelo menos' três jogos

Estadao Conteudo

18 de abril de 2017 | 21h06

O presidente do Guarani, Horley Senna, teme pela qualidade da arbitragem e também pela segurança na rodada final do Campeonato Paulista da Série A2, que vai ser toda disputada no domingo, a partir das 16 horas. O time de Campinas vai visitar o Batatais. Por conta disso, garante que vai ao lado de alguns dirigentes até a sede da Federação Paulista de Futebol (FPF).

"Eu não quero ganhar de ninguém no apito, mas também não quero perder. E fomos prejudicados já em, pelo menos, três jogos. Se tivéssemos somado estes pontos que perdemos, com certeza, já estaríamos nas semifinais", disse o presidente.

Após a vitória sobre o Barretos, por 1 a 0, segunda-feira à noite, no Brinco de Ouro, o Guarani assumiu a quarta posição, com 30 pontos, mesma pontuação do Rio Claro, terceiro colocado pelo saldo de gols (9 a 8). O vice-líder Água Santa, com 32 pontos, está virtualmente nas semifinais e o líder São Caetano, com 34 pontos, já está garantido há duas rodadas.

A expectativa é muito grande entre os torcedores e são esperados cerca de mil torcedores no estádio Osvaldo Scatena. As torcidas organizadas estão se movimentando para este jogo decisivo, enquanto a direção do Batatais já pediu reforço para a Polícia Militar de Ribeirão Preto.

O time campineiro depende de uma vitória para não depender de nenhum outro resultado. Mas pode até se classificar mesmo com um empate ou uma derrota, dependendo dos resultados do terceiro colocado Rio Claro, que tem a mesma pontuação e recebe o Sertãozinho, e do quinto Bragantino, com 29, que joga em casa contra o Votuporanguense.

Para o duelo do final de semana, o técnico Vadão poderá contar com o retorno do lateral-direito Lenon, titular absoluto mas que ficou de fora do triunfo contra o Barretos para cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Diante do Batatais, ele é presença certa no lugar de Bruno Souza, cria das categorias de base que estreou como titular na rodada passada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.