Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

'Árbitro mudou o classificado', dispara presidente do Inter

Vitorio Piffero reclama de pênalti que originou 2º gol do Palmeiras

Estadão Conteúdo

01 de outubro de 2015 | 09h29

A derrota do Internacional para o Palmeiras por 3 a 2, na última quarta-feira, deixou o presidente Vitorio Piffero bastante chateado. Não pela atuação do time gaúcho, que chegou a se recuperar de uma desvantagem de 2 a 0, mas sim pelo desempenho do árbitro Wilton Pereira Sampaio. O clube gaúcho reclamou muito do pênalti que resultou no segundo gol palmeirense. "Saio mais uma vez, e não é responsabilidade do Palmeiras, com sentimento de ter sido esbulhado pela arbitragem. Na Copa do Brasil ou no Brasileirão, a arbitragem tem prejudicado a gente. O lance (do pênalti) começa com um lateral trocado. Os árbitros precisam ser profissionalizados. Hoje, mudou o classificado", declarou.

No lance em questão, o meia Alex caiu sobre o lateral palmeirense Lucas, que havia escorregado no gramado. O árbitro considerou que o colorado foi o responsável por uma segunda queda do rival e assinalou o pênalti, convertido por Zé Roberto. Por conta deste gol, os atletas e o técnico Argel Fucks consideraram a eliminação injusta.

"Fizemos uma grande partida, com futebol ofensivo. Foi um resultado enganoso. Merecíamos ter saído ao menos com o empate, que nos daria a classificação. Fomos melhores do que ao adversário. O Palmeiras sentiu o golpe, balançou na partida, mas o mais importante é a atitude da equipe", disse o treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.