Presidente do Montpellier é investigado por insultos

O polêmico presidente do Montpellier pode voltar a ser punido pela Federação Francesa de Futebol (FFF), depois de xingar jornalistas durante uma entrevista. Louis Nicollin falou palavrões e insultou repórteres ao ser questionado se o sucesso do seu clube era um sinal da fraqueza do Campeonato Francês.

AE, Agência Estado

24 de novembro de 2010 | 11h03

A declaração de Nicollin ocorreu no sábado, após a vitória sobre o Nice, que deixou o Montpellier provisoriamente na liderança do Campeonato Francês. Ele foi convidado a explicar-se ao comitê de ética da FFF. "O Comitê nacional de ética vai ouvir em 13 de dezembro Louis Nicollin", anunciou a FFF no seu site oficial.

Nicollin foi suspenso por dois meses no ano passado depois de ter usado um termo homofóbico para descrever o meio-campista Benoit Pedretti, do Auxerre.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMontpellierLouis Nicollin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.