Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Presidente do Palmeiras rebate Abel Ferreira após cobranças: 'Não agrega'

Maurício Galiotte afirma ainda que o treinador sabe todos os detalhes e que não vai deixar mais dívidas para o seu sucessor

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de junho de 2021 | 15h01

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, reagiu nesta quinta-feira aos comentários do técnico Abel Ferreira. O dirigente se mostrou insatisfeito com o comportamento do português, que cobrou publicamente o clube pela ausência de reforços para esta temporada após conquistar títulos importantes na anterior.

"O que posso dizer é que ela (cobrança do treinador) não agrega, não soma. Ele sabe de todos os detalhes. Acho que isso não agrega nem para o Abel, não soma nada para os jogadores, para a direção, para o torcedor. Acaba expondo situações já tratadas internamente no clube", afirmou o dirigente, em entrevista ao Seleção SporTV

Galiotte afirmou ainda que conversou com o treinador recentemente sobre o assunto. Ele deixou claro para Abel que não iria investir em reforços porque não quer deixar mais dívidas para o próximo presidente.

"Meu mandato acaba daqui seis meses, um pouco menos. Poderia contratar três ou quatro jogadores, montar um esquadrão, acabar campeão, disputando títulos, e deixar a conta para a frente, para outras gestões", explicou. "Não vamos fazer dessa maneira. Eu falei para o Abel na sala dele há dois ou três dias. Temos uma situação especifica, temos de ter muito cuidado. Toda a crise do ano passado se mantém esse ano. Tem de ter muito equilíbrio", completou.

O único reforço desta temporada foi Danilo Barbosa, que estava na França. Além disso, o Palmeiras teve o retorno de Deyverson, que está sendo aproveitado por Abel, e poderá contar com Dudu em julho.

"A gente sabe o que está acontecendo, mas vamos tratar com muita responsabilidade. Eu também quero reforçar a minha equipe e ter um time praticamente imbatível, mas neste momento a gente tem de ter muito equilíbrio. O Abel sabe. A gente trabalha com transparência, tem diálogo praticamente diário na Academia de Futebol, todos têm o mesmo objetivo, que é vencer. Mas temos de ser responsáveis", afirmou Galiotte.

Para encerrar, o presidente do Palmeiras disse que confia no atual elenco. "O Palmeiras tem um grupo muito qualificado, confio muito em todos os jogadores do elenco. Esse grupo ganhou a Libertadores e a Copa do Brasil, temos muita confiança no nosso elenco. O mesmo acontece com o Abel e a comissão. Nossa confiança é total no treinador e em todos que participam no departamento de futebol."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.