Presidente do Paris Saint-Germain renuncia

Cayzac deixa o clube para evitar retaliação da torcida, que promete 'providências' se equipe for rebaixada

Agência Estado

21 de abril de 2008 | 15h35

Alain Cayzac, presidente do Paris Saint-Germain, apresentou, nesta segunda-feira, sua renúncia ao conselho de administração do clube. O pedido foi acatado e o órgão decidiu que Michel Moulin assume a direção interinamente. Apesar de ter conquistado o título da Copa da Liga da Grança recentemente, o PSG enfrenta a pior crise da sua história. O clube luta contra o rebaixamento no Campeonato Francês e ocupa a penúltima colocação com apenas 35 pontos.Após perder para o Caen por 3 a 0, no final de semana, os jogadores foram ameaçados pelo torcedores e picharam a fachada do centro de treinamentos do clube com inscrições como "Se caírem de divisão, morrem".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.