Presidente do Paysandu cobra vitória

O presidente do Paysandu, Arthur Tourinho, perdeu a paciência com seus jogadores e com o treinador Paulo Campos. E ameaçou: caso o time não vença o Goiás, neste sábado, dentro de casa, no Mangueirão, cabeças irão rolar. Nos cinco jogos que até agora disputou, o clube perdeu quatro e venceu apenas um. Contra o Goiás, segundo Tourinho, a vitória é uma obrigação. O cartola ficou furioso ao saber pela imprensa que alguns atletas não estavam produzindo nada dentro de campo porque estariam com salários atrasados. Além de negar o atraso no pagamento, disse que há jogadores que não estão justificando o salário que recebem. O treinador Paulo Campos decidiu não mexer no time. A única substituição deve ocorrer no meio-campo, onde Vanderson, suspenso por cartões amarelos, dará lugar a Sandro. O atacante Robson se recuperou de um baque no joelho e foi confirmado entre os titulares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.