Gustau Nacarino/Reuters
Gustau Nacarino/Reuters

Presidente do Real Madrid volta a garantir Cristiano Ronaldo no clube

Florentino Perez rejeitou especulações de que craque português estaria voltando para o Manchester

AE-AP, Agência Estado

23 de julho de 2013 | 10h13

MADRI - O presidente do Real Madrid, Florentino Perez, voltou a rejeitar as especulações de que o astro Cristiano Ronaldo possa deixar o clube na atual janela de transferências e garantiu mais uma que o português vai encerrar a sua carreira no clube espanhol. Além disso, declarou não ter recebido propostas pelo atacante.

Os torcedores do Manchester United sonham com o retorno de Cristiano Ronaldo, o que chegou a ser cogitado pelos dirigentes do clube inglês, que o vendeu ao Real Madrid, em um transação recorde, por 94 milhões de euros em 2009. Além disso, recentemente surgiram rumores de que o Paris Saint-Germain estaria interessado na contratação do atacante.

Todas essas possibilidades, porém, foram rejeitadas pelo presidente do Real Madrid. "Cristiano Ronaldo é o melhor jogador do mundo e o Real Madrid gira ao seu redor. Eu posso assegurar que é aqui onde terminará a sua carreira esportiva. E não recebemos nenhuma oferta", disse, em entrevista ao jornal esportivo francês L''Equipe.

Cristiano Ronaldo, de 28 anos, é um sucesso indiscutível no Real Madrid desde a sua contratação, em 2009, com elevada média de gols, mas já teve algumas polêmicas fora de casa e reconheceu recentemente que sente falta do Campeonato Inglês. Mas sem Florentino cogitar a sua saída, é difícil imaginar a sua venda, ainda mais que a cláusula de rescisão do seu contrato, que se encerrará em 2015, é de 1 bilhão de euros.

O presidente do Real Madrid também negou que o clube esteja interessado em contratar Marco Verratti e Zlatan Ibrahimovic, ambos do PSG, que na última temporada foram comandados por Carlo Ancelotti, agora técnico do clube espanhol.

"O Real Madrid não vai contratar qualquer jogador PSG como Verratti ou Ibrahimovic", insistiu Perez. "Ancelotti não pediu qualquer um dos seus jogadores, talvez por isso as minhas palavras possam acalmar um pouco os fãs do PSG", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.