Arquivo/AE
Arquivo/AE

Presidente do Santos busca parceiro para trazer Robinho

Jogador já aceitou reduzir o valor do salário que recebe no City, mas Luís Álvaro ainda quer apoio financeiro

André Avelar, estadao.com.br

25 de janeiro de 2010 | 13h44

A perda do título da Copa São Paulo pode logo ser esquecida pelo torcedor do Santos. É o que garante o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, que esteve no Pacaembu, nesta segunda-feira, para acompanhar a final da competição de juniores. Isso porque a volta do atacante Robinho à Vila Belmiro depende apenas da obtenção de um parceiro que ajudaria a pagar o salário do jogador do Manchester City.

 

Veja também:

forum  Blog Bate-Pronto: Que Robinho não tenha a postura de Vágner Love

 

Descontente no time inglês, partiu de Robinho a iniciativa de voltar. Nesse domingo, ele fez sua despedida ao marcar um dos gols da vitória por 4 a 2 sobre o Scunthorpe United, pela quarta fase da Copa da Inglaterra.

 

"Teremos novidades sobre o Robinho até o fim da semana. Temos dois representantes na Inglaterra conversando com ele e aqui no Brasil estamos atrás de um parceiro. Por razões técnicas, ele quer voltar", afirmou Luís Álvaro, que chegou a enumerar os motivos para o jogador estar negociando seu retorno ao Santos, pelo qual foi campeão brasileiro em 2002 e em 2004.

 

"No começo achei que era fantasia. Ele não vem sendo aproveitado por lá, o técnico faz um esquema de rodízio [de jogadores no time titular] e o Robinho quer estar mais próximo do Brasil e da Copa do Mundo", disse o presidente. "Um fator subjacente é que na Inglaterra faz menos dois graus de temperatura e em Santos, 38 graus", brincou.

 

Luís Álvaro ainda revelou que Robinho aceitou ganhar muito menos do que os cerca de R$ 2 milhões mensais que recebe de salário no Manchester City, que emprestaria o craque ao Santos e ajudaria a pagar cerca de 50% dos vencimentos do jogador no time brasileiro.

 

"Ele aceitou reduzir consideravelmente uma parte do seu salário, mas nem assim teríamos condições financeiras. E por isso estamos atrás de um parceiro", explicou o presidente santista.

 

A outra metade do salário de Robinho - inicialmente cotada em cerca de R$ 1 milhão se for considerado o valor total que ele recebe no Manchester City - deverá cair em 60%, mas mesmo assim o Santos ainda terá de buscar um parceiro para arcar com os aproximadamente R$ 400 mil que o atleta ganharia por mês no clube brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.