Presidente do Santos garante que não venderá Rafael

Depois da Roma, agora é o Palermo, também da Itália, que pretende contratar Rafael. De acordo com fonte ligada ao jogador, o clube italiano deve mandar proposta de 4 milhões de euros (aproximadamente R$ 9 milhões) para os dirigentes santistas nos próximos dias. O presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro disse nesta quarta-feira que, por enquanto, não houve oferta pelo goleiro.

SANCHES FILHO, Agência Estado

17 de agosto de 2011 | 22h49

"Clubes interessados existirão sempre, só que há um problema: não queremos vender, pois precisamos ir a Tóquio com o elenco completo. Pode haver interesse do Palermo ou do Real Madrid que já tenho um ''não'' pré-impresso. Em mim não chegou nada, mas pode ter havido sondagem", afirmou o dirigente.

Rafael desperta o interesse de clubes europeus não apenas por ser um goleiro revelação, com apenas 21 anos de idade e ter ser destacado na conquista da Copa Libertadores da América, mas também por ter passaporte comunitário e não tirar vaga de estrangeiro.

Na última segunda, Rafael disse que faz questão de participar do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão, e que o seu objetivo é defender o Brasil na Olimpíada de Londres, no ano que vem. Sobre possíveis interessados na sua contratação, ele afirmou que pensa apenas no Santos e que esse tipo de assunto está a cargo do seu empresário, Paulo Afonso. "Existe o interesse do Palermo, assim como de outros clubes, mas não há propostas", afirmou o agente.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosRafael

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.