Ricardo Saibun / Santos FC
Ricardo Saibun / Santos FC

Presidente do Santos indica chance de usar Zeca em troca com Inter ou Flamengo

José Carlos Peres também diz que vasculha mercado internacional em busca de camisa dez para a equipe

Estadão Conteúdo

10 de abril de 2018 | 10h06

Enquanto permanece o imbróglio jurídico entre o Santos e Zeca, o clube tenta utilizar o lateral como "moeda de troca". O presidente da equipe, José Carlos Peres, revelou ter iniciado negociações diferentes, com o Internacional e o Flamengo, em que o lateral poderia ser cedido, encerrando o impasse e também reforçando o time da Vila Belmiro.

+ Lucas Veríssimo mira repetir marcas de 2017 no Santos e vê time no caminho certo

+ Santos mira 'dever de casa' para garantir 1º lugar de grupo na Libertadores

No caso da negociação com o Inter, o Santos ficaria em definitivo com Eduardo Sasha. O atacante chegou ao clube cedido por empréstimo para a atual temporada e vem se destacando, tanto que é o seu artilheiro em 2018, com seis gols marcados.

"É uma troca definitiva do Sasha pelo Zeca. Não tem dinheiro. Nós vamos permanecer com um porcentual. Eles se garantem com o Zeca e nós com o Sasha", explicou Peres, em entrevista concedida durante a festa de premiação do Campeonato Paulista, na noite de segunda-feira.

A negociação com o Inter, porém, não é a única frente em que o Santos está envolvido. Há outra possibilidade, de o time receber o volante Willian Arão e mais uma compensação financeira do Flamengo em troca de Zeca, como explicou Peres. "Sim. Mas é preciso saber se o jogador tem interesse de vir para São Paulo e vestir a camisa do clube", afirmou o dirigente.

No fim de outubro, Zeca entrou na Justiça contra o Santos, pedindo uma liminar para se desligar do clube sob a alegação de atraso no pagamento de FGTS e insegurança no trabalho. O lateral não teve êxito inicialmente, mas conseguiu um habeas corpus sob o argumento de que estaria impedido de trabalhar.

Uma audiência sobre o caso foi marcada para 27 de abril. E embora tenham aberto negociações com Zeca, diversos clubes, como Flamengo, o espanhol Girona e o Corinthians, recuaram no momento de o contratarem, precavidos com a insegurança jurídica envolvendo a situação do jogador.

CAMISA 10

Além de tentar se reforçar envolvendo Zeca, o Santos segue no mercado em busca de um camisa 10. Peres, no entanto, repetiu o discurso de que faltam opções no País, indicando que um reforço só deve chegar na próxima janela de transferências internacionais. "Estamos estudando o mercado internacional", disse o presidente, que parece ainda não ter desistido do argentino Lucas Zelarayán, que está no mexicano Tigres.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.