Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Presidente do São Paulo revela conversa para contratar Lugano

Carlos Augusto de Barros e Silva admite interesse no defensor

CIRO CAMPOS, O Estado de S. Paulo

12 de dezembro de 2015 | 09h16

O presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, afirmou na madrugada deste sábado que nos próximos dias o clube deve voltar a falar com o zagueiro Diego Lugano sobre uma possível contratação para o próximo ano. A diretoria quer um jogador do perfil como o dele, de liderança e de prestígio com a torcida, para iniciar a reformulação do elenco para 2016.

"Não depende dele estar aqui. Ele convive conosco à distância. Acho que vamos nos próximos dias conversar, definir alguma coisa e saber se ele está disposto a retornar e em que condições", disse o dirigente em entrevista à Fox Sports após o jogo de despedida de Rogério Ceni, no Morumbi. Lugano tem 35 anos, está no Cerro Porteño, do Paraguai, e tem no contrato uma cláusula que facilita a saída caso tenha proposta do São Paulo.

O uruguaio chegou a negociar com o São Paulo meses atrás. Em julho, as conversas não evoluíram porque o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, e o então treinador Juan Carlos Osorio consideraram inadequado contratar o veterano, pois o reforço dificultaria que garotos da base, como Lucão, por exemplo, tivessem sequência no time titular. Meses depois o então presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, encaminhou um acordo com o jogador antes de renunciar ao cargo, em outubro.

Lugano sempre destacou a vontade de retornar ao clube e nesta sexta-feira, foi muito festejado pela torcida, que pediu o seu retorno. "É uma exigência (ter um ídolo na equipe) para que nos dê uma maior energia e adequação para um torneio que tem tanto vigor como a Libertadores", afirmou Leco, que disse ser preciso esperar pelo fim do Campeonato Paraguaio.

O agora aposentado Rogério Ceni defendeu a possível volta do uruguaio. "Vivemos em baixa e ele poderia trazer bons momentos ao torcedor. Se der certo, vai solidificar ainda mais a imagem dele como ídolo. Ao que parece, o São Paulo carece um pouco dele neste momento".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCLecoLugano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.