Anderson Freire/Sport Club do Recife
Anderson Freire/Sport Club do Recife

Presidente do Sport diz que vai processar Flamengo por contar título de 1987

Conquista da Copa União volta a causar polêmica após clube rubro-negro se considerar hepta brasileiro

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2019 | 16h46

O título da Copa União de 1987 voltou a ser polêmica nesta segunda-feira, dia seguinte à conquista do Campeonato Brasileiro de 2019 pelo Flamengo. Isso porque o clube rubro-negro se considera hepta, mas o Superior Tribunal Federal (STF) determinou que o Sport foi o campeão de 1987, de fato. O presidente do Sport, Milton Bivar, prometeu entrar na Justiça contra o Flamengo.

"Esse negócio do Flamengo ser hepta... Há 32 anos que fomos campeões e o Flamengo fica querendo dizer que é dele o título de 87. Eu não preciso dizer. E não será porque o Flamengo vem todo ano com essa historinha que vou precisar dizer. Todo ano tem algo e isso terá de parar. Tem uma ação lá em Brasília, que estou gastando R$ 200 mil com advogados e uma hora isso terá de parar. Vou entrar com um processo para reaver esse custo, porque não posso toda hora ficar pagando por isso", afirmou Bivar.

O dirigente do Sport confirmou o título do clube naquela temporada. "Eles podem falar o que quiserem, mas o único campeão é o Sport. Quem é campeão não precisa estar todos os anos provando que é", acrescentou.

Em 1987, o Flamengo venceu a Copa União, que tinha os maiores times do País - competição que acabou sendo organizada sem a CBF, que passava por uma crise financeira. Mas a Confederação mandou que se jogasse um duelo semifinal com Inter (segundo colocado), Sport e Guarani (que venceram o Módulo Amarelo, um torneio sem os grandes do Brasil). No entanto, Flamengo e Inter se negaram a disputar os duelos. Assim, o Sport venceu o Guarani e acabou sendo considerado o campeão brasileiro daquele ano.

O Flamengo conta o título brasileiro de 1987 e se considera hepta. O time rubro-negro foi campeão em 1980, 1982, 1983, 1992, 2009 e 2019.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.